Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

A ESSÊNCIA DE TODA VIDA ESPIRITUAL - DALAI LAMA

A essência de toda a vida espiritualA calma duradoura é um estado elevado de consciência em que o corpo e a mente tornam-se especialmente flexíveis, receptivos e prestativos. Quando se busca a atividade mental, há um estágio em que o esforço deve ser abandonado. A mente torna-secalmae chega ao estado de plenitude. Nesse momento, qualquer esforço pode perturbar a pura tranquilidade. Então, para manter essa tranquilidade, é preciso esforçar-se para não se esforçar. A essência de toda a vida espiritual é a emoçãoque existe dentro de você, é a sua atitude para com os outros. Se a sua motivação é pura e sincera, todo o resto vem por si. Você pode desenvolver essa atitude correta para com seus semelhantes baseando-se na bondade, no amor, no respeito e sobretudo na clara singularidade de cada ser humano”. Dalai Lama

OS CINCO PRECEITOS SÃO O FUNDAMENTO DA MORALIDADE BUDISTA

Os Cinco PreceitosA mora­li­da­de é o ponto de par­ti­da de todos os bons dar­mas e o ali­cer­ce do cres­ci­men­to espi­ri­tual. Ela se ­baseia no reco­nhe­ci­men­to de que o eu não tem a primazia e que deve apren­der a res­pei­tar os direi­tos, os sen­ti­men­tos e as neces­si­da­des dos ­demais seres sencientes. As prin­ci­pais obri­ga­ções ­morais ensi­na­das pelo Buda são os cha­ma­dos Cinco Precei­tos, que cons­ti­tuem ­regras ou prin­cí­pios para orien­tar o comportamen­to. Suas finalida­des bási­cas são:
evi­tar que pre­ju­di­que­mos ­outros seres;aju­dar-nos a criar bom carma, ou méri­to, para nós mes­mos.
O carma nega­ti­vo é inva­ria­vel­men­te gera­do pelas más inten­ções. Sempre que, propo­si­tal ou cons­cien­te­men­te, pre­ju­di­que­mos outro ser, somos cul­pa­dos de agir com más inten­ções. O Buda ensi­nou os Cinco Preceitos para nos auxi­liar a supe­rar o hábi­to de lesar os ­demais e a nós mes­mos com as nossas más inten­ções. Fundamento da mora­li­da­de budis­ta e ponto de…

5 PRECEITOS BUDISTAS PARA ENCONTRAR A PAZ INTERIOR

5 Preceitos Budista para encontrar a paz interior

NOSSA EXISTÊNCIA É TRANSITÓRIA COMO AS NUVENS DO OUTONO...- BUDA

Nossa existência é transitória como as nuvens do outono. Observar o nascimento e a morte do ser é como olhar os movimentos da dança.
Uma vida é como o brilho de um relâmpago no céu. Levada pela torrente montanha abaixo.
Buda

COMPARANDO SAMSARA E NIRVANA : UMA DESCRIÇÃO PARA EXPLICAR O REINO DA ILUSÃO E O DA REALIDADE,SEGUNDO O ZEN(LIVRO)

Comparando Samsara e Nirvana: uma descrição para explicar o reino da ilusão e o da realidade, segundo o Zen [LIVRO] By

"Imginemos uma sala na casa da senhora Jane Doe”, pede esse texto do Budismo Zen que traz uma explicação em forma de descrição ilustrativa do que seriam os conceitos de Samsara e Nirvana, respectivamente os reinos da ilusão sujeita à interpretação do ego e da realidade. O texto prossegue fazendo duas descrições dessa mesma sala: uma que em tese mostra as coisas exatamente como elas são (ainda que de um ponto-de-vista) e outra de acordo com as impressões de uma pessoa na sala (que interpreta o que vê de acordo com seu ego). O texto é um trecho do quinto capítulo, “Os Seis Mundos do Samsara“, do livro “O Sétimo Mundo do Buddhismo Chan” (Um Guia para Principiantes da História, a Psicologia, e a Prática da Escola do Sul do Buddhismo Chan), da autora Ming Zhen Shakya. A tradução para o português foi realizada pela Ordem Zen-Budista de Hsu Y…

O SAMSARA NÃO É UM LUGAR : 3 AUTORES BUDISTAS FALAM SOBRE A "PERAMBULAÇÃO" ILUDIDA DO SER HUMANO

O samsara não é um lugar: 3 autores budistas falam sobre a “perambulação” iludida do ser humano By

A publicação de um comentário do estudioso Alan Wallace sobre os ensinamentos de “A Essência Vajra“, do mestre budista Dudjom Lingpa (1835–1904), pelo blog Sobre Budismo, inspirou a reunião desses três trechos de discursos abaixo sobre o Samsara, uma palavra que carrega uma definição desafiadora sobre a compreensão das ilusões humanas na vida. Em comum, os trechos trazem a afirmação de que o “Samsara não é um lugar“, mas uma maneira “deformada” de ver e compreender o mundo. Os outros dois trechos são do livro “A Arte da Vida“, da monja portuguesa da tradição tibetana Tsering Paldrön, e o último do monge zen-budista brasileiro Meihô Genshô, num discurso recente intitulado “O Sutra do Coração da Sabedoria“. “Samsara não é um lugar, não é o planeta Terra, não é a existência humana, não é nada disso. O Samsara é esse jeito de ser, em que ficamos perambulando por aí,…

VAJRASATTVA - A PRÁTICA DA PURIFICAÇÃO

Patriarca dos 5 Dhyani Buddhas

Vajrasattva - a prática da Purificação


Budismo Vajrayana prevalece no Nepal, onde Vajrasattva é considerada como um dos principais Budas.
ornamentos e coroa
 Quem é Vajrasattva:De cor branca e tendo todos os ornamentos principescos e coroa, ele sempre será representada na forma de  sambhogaya, traduzido como "Form Glorioso". Vajrasatva pertence à família de Akshobya. Alguns acreditam que ele é uma emancipação de Vajradhara, enquanto outros vão considerá-lo como o patriarca dos 5 Dhyani Buddhas.
Segurando um double-Vajra
Como reconhecer Vajrasattva
Mão esquerda segura um sino
Atributos e objetos