Pular para o conteúdo principal

DARJEELING,HYMALAYA NA ÍNDIA - A RAINHA DAS ESTAÇÕES DA COLINA,EMOLDURADA PELO PICO KANCHENJUNGA,O TERCEIRO MAIS ALTO DO MUNDO

5 Top Tourist Places To Visit In Darjeeling: Himalayan Mountaineering Institute

DARJEELING,HYMALAYA NA ÍNDIA - A RAINHA DAS ESTAÇÕES DA COLINA,EMOLDURADA PELO PICO KANCHENJUNGA,O TERCEIRO MAIS ALTO DO MUNDO 



Darjeeling, também carinhosamente conhecida como a "Rainha das estações de colina", está situado no Himalaia e é famosa por sua produção de chá e as Darjeeling Himalayan Ferrovias, que também é um Patrimônio Mundial da UNESCO. 
Esta vila serrana foi desenvolvida em meados do século 19, quando os britânicos criou um sanatório e um depósito militar em Darjeeling. Antes disso, Darjeeling foi a antiga capital Gorkha. Mais tarde, o Maharaja de Sikkim dotado Darjeeling para os britânicos. 

Darjeeling continua a ser um destino de férias popular na Índia, devido à sua beleza cênica e clima agradável.Para além do turismo, Darjeeling também é popular por suas muitas escolas públicas estilo britânico, que atraem estudantes de toda a Índia e países vizinhos mesmo. 

Darjeeling Himalayan região colina ou Darjeeling Himalaia é a área montanhosa do lado norte-ocidental do estado de Bengala Ocidental na Índia . Esta região pertence ao Leste Himalaia intervalo. A totalidade do distrito de Darjeeling , exceto a subdivisão Siliguri constitui a região. Ela surge abruptamente da região Terai .
A região se inclina a partir de um sul para a direção norte. O rio Tista divide a região em duas partes - a região a leste do Tista e na região a oeste do Tista.

Locais a visitar em Darjeeling 

 

Darjeeling é uma delícia viajantes e é freqüentado por turistas ano após ano. Além do clima agradável e beleza cênica, há muito para ver e fazer em Darjeeling. 

Happy Valley Tea Garden



Happy Valley Tea EstateCategoria: Jardim
Situado a 1 km de distância da cidade de Darjeeling, o Tea Garden Happy Valley está localizado na Lebong Carter Road e fornece um refúgio tranquilo e relaxante do bulício da turista-y Darjeeling.

The Darjeeling Himalayan Railway



Darjeeling TrainCategoria: Diversão & Entretenimento
Também conhecido como o "Trem do brinquedo", a Darjeeling Himalayan Railway lonas entre New Jalpaiguri e Darjeeling e é uma ferrovia de bitola estreita. Esse trem também é um Patrimônio Mundial da UNESCO, e oferece belas vistas das montanhas cênicas no seu caminho para Darjeeling.

Tiger Hill



Tiger HillCategoria: Natureza
Situado a uma altitude de 2.590 metros, Tiger Hill está localizado a 11 km de Darjeeling e apresenta uma vista espetacular do Monte Everest e Kanchenjunga. Aconselha-se a ir para a Colina do Tigre no início da manhã e assistir o nascer do sol sobre os picos das montanhas.

Padmaja Naidu Himalayan Zoological Park



Padmaja Naidu Himalayan Zoological ParkCategoria: Wild Life
Fundada em 1958, este jardim zoológico é dedicada à memória de Padmaja Naidu, o ex-governador de Bengala Ocidental. Entre um dos melhores zoológicos do país, este é um dos únicos zoológico que eleva lobo selvagem em cativeiro. O zoológico também é o lar de espécies ameaçadas de extinção como o panda vermelho, tigre siberiano eo Snow Leopard.

Dhirdham Temple



Dhirdham TempleCategoria: Religiosos
Viajar para qualquer parte do sub-continente indiano, uma coisa é certa, você vai encontrar pelo menos um antigo templo Shiv em todos os lugares. Localizado logo acima da estação ferroviária do trem do brinquedo, Dhirdham Temple é um dos mais belos templos que eu já vi. Este complexo do templo colorido é a casa da deidade hindu mais popular, Lord Shiva. É um dos templos mais antigos da cidade de Darjeeling.

Observatory Hill



Categoria: Natureza 
Este lugar tem um significado religioso para os hindus e budistas. O Templo Mahakal que fica nesta colina, é suposto ser uma personificação do deus Shiva. O Bhutia peituda Gompa foi anteriormente localizado aqui, antes de ser realocados. Daí a Observatory Hill é freqüentado por ambos os hindus e budistas.
 

Igreja de Santo André



Categoria: História e Cultura 
Santo André é uma igreja anglicana antiga, construída em 1843 e é nomeado após o santo padroeiro da Escócia, St. Andrew. Adoradores primeiros nesta igreja eram soldados escoceses e plantadores de chá. A igreja foi seriamente danificada por um terremoto e teve de ser re construído em 1873. 


Memorial de Guerra



Categoria: História e Cultura 

Este memorial de guerra foi construído em memória de bravos soldados que sacrificaram a vida para o país em várias guerras antes da independência em 1947. 

Peace Pagoda



Categoria: História e Cultura 
O Peace Pagoda japonês foi construído por uma ordem budista japonês com o nome de Nipponzan Myohoji. O pagode está localizado nas encostas do Jalapahar Hill e pode ser alcançado a pé ou de táxi.
 

Chowrasta eo Mall



Categoria: Diversão & Entretenimento 
Os origina Road Mall e culmina em Chowrasta, que é essencialmente o coração da cidade, e as pessoas geralmente vêm aqui para fazer passeios, relaxar, fazer compras e comer nas inúmeras lojas e restaurantes que margeiam a estrada. As vistas a partir Chowrasta são esplêndidos e este é um dos lugares mais populares de Darjeeling.
 



Fonte:http://www.mapsofindia.com/darjeeling/places-to-visit.html



Top 5 Turísticas lugares para visitar em Darjeeling


Planejando uma viagem para Bengala Ocidental? Aqui está a nossa lista dos Top 5 lugares turísticos a visitar em Darjeeling.
A cidade do Himalaia, no estado de Bengala Ocidental, Darjeeling é o refúgio perfeito para aqueles com uma propensão para um clima agradavelmente picante. O que pode ser melhor do que andar em meio à vegetação de pelúcia e ar intocada sem o conhecimento do resto do mundo? Beijo todos os seus problemas um adeus afeiçoado, enquanto você andar pelas planícies onduladas e colinas de Darjeeling.

Instituto de Montanhismo do Himalaia

5 Top Tourist Places To Visit In Darjeeling: Himalayan Mountaineering Institute
Fotografia pelo usuário www.flickr.com A. Ostrovsky
Qual a melhor maneira de iniciar a sua viagem Darjeeling do que explorar o magnífico Himalaia? O Instituto de Montanhismo do Himalaia é um dos lugares mais procurados em Darjeeling. Fundada pelo falecido Sherpa Tenzing Norgay, que escalou o Monte Everest, o instituto ainda mostra de todo o equipamento utilizado para essa subida. Festa seus olhos sobre a glória que é o Himalaia, e ser sóbrio por seu poder.

Padmaja Naidu Zoological Park

Padmaja Naidu Zoological Park
Fotografia pelo usuário www.flickr.com Molesworth II
Também conhecido como o Jardim Zoológico de Darjeeling, este parque é rico em variadas espécies de flora e fauna. Início às adoráveis ​​Panda Vermelho e Leopardos de neve, este parque zoológico é nomeado após tarde Padmaja Naidu, o governador de Bengala Ocidental e filha do rouxinol da Índia, Sarojini Naidu. Famosa por seus programas de melhoramento da conservação do Panda Vermelho, Snow Leopard, Himalayan Salamander e Wolf tibetano, este zoológico é um lugar que você não vai querer perder.

Tiger Hill

Tiger Hill
Fotografia pelo usuário www.flickr.com Shayon Ghosh
Aproveite o primeiro bruxuleante luz do sol, uma vez que castamente beija a ponta do monte Kanchenjunga, e lenta mas seguramente, banha-lo brilhando. Nada pode ser mais fascinante do que o jogo de luz e sombra, e para uma pessoa com um coração de poeta, vendo o sol nascer de Tiger Hill é uma experiência necessária.Claro que, para chegar a tempo para o nascer do sol e obter um bom poleiro visualização entre outros turistas cheias, você teria que acordar às 3:00; mas quando seus olhos roçar em todo o horizonte em tons de ouro, os esforços são totalmente vale a pena.

Peace Pagoda japonês e mosteiros budistas

Japanese Peace Pagoda and Buddhist Monasteries
Fotografia pelo usuário www.flickr.com Sapna Tharani
Tome um pouco de tempo para satisfazer o seu lado espiritual e visitar o mundialmente famoso Pagode da Paz japonês e outros mosteiros budistas delicados inumeráveis. Explore a região e apreciar a grandeza e tranquilidade destas estruturas. Construído pelo budista japonês Nipponzan-Myohoji Ordem, o Pagode da Paz tem sempre encantado e acenou para as pessoas que seguem a fé budista. Os vários mosteiros, como o Mosteiro Ghoom e Dali, vai te humilhar com sua simplicidade, que ao mesmo tempo incorporam glória tranquila e opulência, intocada pelos estragos do tempo.

Batashiya de Loop e The War Memorial

Batashiya Loop and The War Memorial
Fotografia pelo usuário www.flickr.com Sheep R Us
Assim como o nome sugere, Batashiya laço é uma pêra ferroviária gigantesca, onde o trem de brinquedo faz uma volta completa de 360 ​​graus. Então sente-se apertado como este por sua vez, só poderia torná-lo um pouquinho vacilante! Um pouco de espaço cênico com inúmeras foto-ops, Batashiya loop ações orgulho do lugar com o Memorial de Guerra, construído em memória de todos os bravos homens que sacrificaram suas vidas para o país. Mergulhe na aura histórica e todo-natural de Batashiya loop e não se esqueça de fazer alarde um pouco sobre todos os presentes feitos à mão, como bolsas, sacolas e outros itens decorativos.

Fonte:http://www.tripcrafters.com/travel/tourist-places-to-visit-in-darjeeling

Andanças — Darjeeling, Himalaya


Darjeeling, uma cidade incrustada a 2045m de altitude no Himalaya, é emoldurada pelo imponente Kanchenjunga, o terceiro pico mais alto do mundo
Darjeeling, uma cidade incrustada a 2045m de altitude no Himalaya, é emoldurada pelo imponente Kanchenjunga, o terceiro pico mais alto do mundo.
Foto: Rainer Brockerhoff
De Munique, voamos para New Delhi. Pernoite no Lemon Tree Hotel; muuito bonito e muuito confortável. Este contraste entre o luxo e a miséria da população nos choca a cada vez. O sistema de segurança no hotel é bem rigoroso: os veículos são parados em uma cancela e revistados, incluindo o motor. Os hóspedes passam pelo controle de raio-X e revista pessoal à parte. Pelo menos, o atendimento é cuidadoso e o pessoal muito cortês. Foto: Rainer Brockerhoff
Vôo de Delhi a Bagdogra, com conexão em Kolkata/Calcutá. Tudo muito verde, cheio de palmeiras. A floresta exuberante, que cobre quase todo o Himalaya, já começa aqui. Nestas regiões chove quase todos os dias, daí a vegetação inigualável. Em Bagdogra começa a verdadeira Índia.
Somos recebidos pelo guia Anand numa simples e tocante cerimônia de origem tibetana. É a entrega da khata, uma echarpe de seda branca ou palha. É o símbolo budista de boa vontade, boas vindas, compaixão, amizade e pureza. É oferecida em solenidades oficiais com os lamas e, também, em casamentos, aniversários, funerais e em outras ocasiões significativas. Vimos, depois, essas echarpes/khatas amarradas em mosteiros, carros, varandas, jardins. É, sim, um sinal de gentileza e de paz. Foto: Rainer Brockerhoff
Aqui em Bagdogra, onde pegamos um 4x4, é um espanto só: gente, vacas, cães, cabras, carroças se misturam ao buzinaço constante. Logo ali, um mercado ao ar livre de frutas e verduras, temperos e pós de todas as cores. Em qualquer canto, frituras em tachos fumegantes, sacos de peixes secos e duvidosos. Uma garota se aproximou, apontou para um saco. O vendedor pesou com uma pedra (!) e entregou-lhe uma “mão” decascas de camarão numa folha de jornal. Lixo por toda a parte.
A gente vai subindo, subindo, passando por vilarejos em estrada muito estreita e precária. Os contorcionistas — ops! — os motoristas fazem incríveis manobras em ultrapassagens com os retrovisores recolhidos. Cada um se esforça e quem puder vai passando… sem xingatório! Foto: Rainer Brockerhoff
Em Darjeeling acrescente o trem ao mufurufo. Vem apitando de longe e o pessoal, carros, bichos desocupam, sem atropelos, os trilhos. Da janela do trem, que parece despencar às sacudidelas, dá para pegar qualquer produto no balcão ou dependurado nas vendinhas enfileiradas à margem. O comércio de bugigangas é intenso. Foto: Rainer Brockerhoff
Darjeeling é uma cidade com uns 200 mil habitantes. No “centro” uma pequena parte plana e a outra grande encarapitada no Himalaya. Por causa das montanhas, os espaços são ocupados verticalmente. Casas boas e outras caindo aos pedaços. Janelas e varandas enfeitadas com flores “brasileiras”. As “trombetas” ou “saias-brancas” — Brugmansia — são imensas e belíssimas. Coloridas begônias nas varandas carcomidas pelo sol e chuva. Parece não haver coleta de lixo. Tudo, tudo é jogado na rua e nos quintais. Foto: Rainer Brockerhoff
Hotel Elgin é uma elegante e antiga vila inglesa com um jardim cheio de vasos de flores. A comida muito boa e variada. A pimenta bem forte é quebrada com molhos à base de iogurte. Ah! Café de verdade não tem, apenas o solúvel, argh! O chá, muito bom, é a bebida oficial de qualidade reconhecida internacionalmente.
Foto: Rainer Brockerhoff• 
A atração pitoresca é o “Toy Train” — Darjeeling Himalayan Railway — com a mesma locomotiva desde 1881. É a segunda estrada de ferro mais alta do mundo! O apito e o barulho da locomotiva são ensurdecedores. O trajeto curto com paradas para fotos e para absorver a paisagem.
• O Museu do Everest, com uma boa maquete de toda a cordilheira, ressalta as escaladas dos indianos. Os equipamentos, vestimentas, aparelhagens, fotos, depoimentos mostram os sucessos, as tragédias e a tenacidade dos alpinistas de todas as épocas nos misteriosos cumes gelados.
• A Escola de Alpinistas, perto do Museu, recebe “alunos” de todas as partes do mundo. Não permitem visitas. A gente contempla cá de fora… com uma inveja danada! Foto: Rainer Brockerhoff• 
Zoo de Darjeeling é renomado, grande, em meio a uma floresta. Entre outros, há ursos, tigres e o fofo panda vermelho, com um rabo peludão. Havia animais visivelmente estressados. Decididamente os zoológicos são prisões cruéis e deveriam ser fechados. Foto: Rainer Brockerhoff• 
Emocionante este mosteiro Yiga Choeling Ghoom, um agradável refúgio budista. Se houver alguma saída para este mundo… será pelo budismo.
No final da tarde, o fervedouro de Darjeeling é impactante… ali a imponderável ordem no caos…

The Darjeeling Himalayan Railway


Postagens mais visitadas deste blog

OS MUDRAS NO BUDISMO E SEU SIGNIFICADO

Os Mudras no Budismo 

Os mudras são os gestos simbólicos que são associados aos budas. Esses gestos são muito utilizados na iconografia hindu e budista.

Mudra, uma palavra com muitos significados, é caracterizada como gesto, posicionamento místico das mãos, como selo ou também como símbolo. Estas posturas simbólicas dos dedos ou do corpo podem representar plasticamente determinados estados ou processos da consciências. Mas as posturas determinadas podem também, ao contrário, levar aos estados de consciência que simbolizam. Parece que os mudras originaram-se na dança indiana, que é considerada expressão da mais elevado religiosidade. [...] O significado espiritual dos mudras encontra sua expressão perfeita na arte indiana. Os gestos das divindades representadas na arte hinduísta e budista e os atributos que os acompanham simbolizam suas funções ou aludem a determinados acontecimentos mitológicos. [...] No decorrer dos séculos, os budas e bodhisattvas representados iconograficamente com s…

5 PRECEITOS BUDISTAS PARA ENCONTRAR A PAZ INTERIOR

5 Preceitos Budista para encontrar a paz interior

SOBRE AS ESCOLAS DENTRO DO BUDISMO

SOBRE AS ESCOLAS DENTRO DO BUDISMO Como a maioria das religiões e filosofias mundiais, o Budismo de acordo com a sua evolução histórica dividiu-se em diversos grupos e segmentos que diferenciam entre si em algumas doutrinas e visões do budismo. Não conseguiremos aqui distinguir todos os ramos do budismo que existem ou já existiram, mas analisaremos aqueles de maior relevância histórica. Escola TheravadaO Budismo Theravada; quer dizer literalmente, "o ensino dos anciões", ou "o antigo ensino" é considerada a mais antiga escola de Budismo ainda existente. Por muitos séculos, o Theravada tem sido a religião predominante no Sri Lanka, Birmânia e Tailândia; atualmente, o número de budistas Theravada em todo o mundo excede 100 milhões de pessoas. Em décadas recentes, o Theravada começou a fincar suas raízes no Ocidente. Escola MahayanaA Escola Mahayana (nome que quer dizer "grande veículo") é atualmente a maior das duas principais tradições do Budismo existentes h…